Dani Olmo poderá em breve juntar-se a Gerard Piqué e Cesc Fàbregas na lista de jogadores que regressaram ao Barcelona depois de saírem ainda muito jovens.

Como já havíamos relatado, o espanhol é o principal alvo de transferência de todos os candidatos presidenciais do Barça. Considerando a lesão de longo prazo de Ansu Fati e o potencial de Olmo de campeão mundial, os catalães deveriam persegui-lo?

O jogador passou sete anos de sucesso na La Masia antes de fazer uma transferência inesperada do Barcelona para o Dinamo Zagreb em 2014. O então jovem de 16 anos ainda não tinha estreado no Barça B quando mudou-se em busca de tempo de jogo. Basta dizer que a decisão funcionou a seu favor.

Ele se tornou o jogador estrangeiro mais jovem na lendária história do clube croata, estreando-se aos 16 anos e nove meses. Na temporada 2018-2019, o garoto maravilha se tornaria conhecido, ganhando o prêmio de Melhor Jogador da Hrvatski Telekom Prva Liga e vencendo o Campeonato Europeu Sub-21 de 2019. Ele marcou na final e foi premiado com o Melhor em Campo por sua exibição sensacional.

Olmo mudou-se para o RB Leipzig no início de 2020, após uma passagem dominante pelo Dinamo de Zagreb, totalizando 21 vezes campeão da Liga Croata, totalizando 34 gols e 28 assistências em 124 partidas.

Estilo de Jogo:

Olmo está confortável em ambos os lados do campo. No entanto, ele é mais frequentemente utilizado no papel de camisa “10”, atrás do atacante. O jogador já foi usado em posições mais variadas.

Sua rapidez na tomada de decisões funcionam perfeitamente para equipes que preferem contra-atacar, e seu passe constante funciona para equipes mais pacientes e voltadas para a posse de bola. Acima de tudo, ele se sente extremamente confortável com a bola e não cede facilmente sob pressão.

Ele deveria voltar a Barcelona?

Dani Olmo é tão talentoso quanto possível e se encaixa nos moldes de um jogador do Barcelona, ​​mas será que ele conseguirá atingir todo o seu potencial com os catalães? A resposta depende do tipo de papel que o Blaugrana pode oferecer a ele. Se estiver atrás na hierarquia de Antoine Griezmann, Ousmane Dembélé, Philippe Coutinho, Ansu Fati e Pedri, seu desenvolvimento será inevitavelmente prejudicado. Por outro lado, sua versatilidade permitiria que ele fosse conectado em várias posições.

Olmo já deixou o Barcelona uma vez em busca de mais tempo de jogo, então é seguro supor que ele precisaria de certas garantias. Ele é talentoso demais para ser uma peça para ficar no banco, e o Barça só deve persegui-lo se houver buracos no time e se lhe for prometido um papel fundamental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui